segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Almoço de domingo

Quer ver o Paulo feliz?

No melhor estilo "faça você mesma" : um almoço de domingo EM CASA ( o que quer dizer TRABALHO para esta pessoa aqui que vos escreve), juntando a grande família. Não tem nada melhor para unir qualquer família do que COMIDA, né gente?

Sei não, mas desconfio que o Paulo fez este monte de filhos ao longo da vida, só para ter o prazer de se sentar numa mesa cheia só da prole. Por falar nisto, preciso urgentemente trocar a mesa daqui de casa.  Seria de bom tamanho uma de 12 lugares, afinal Paulinha e Otávio daqui a muito pouco tempo também entrarão na roda ... mas para isto eu teria primeiro que trocar de casa...hehehe...daí já começou a complicar. Portanto uma mesa de 8 lugares já dá para o gasto. Mas isto já é outra história.

Voltando ao assunto, ontem foi um dia assim: convite para a galera almoçar aqui em casa. Eu não tinha nada muito bem preparado, então me virei num improviso. Como sempre faço uma entrada para acompanhar a cervejinha que antecede o almoço propriamente dito, corri ali no sacolão e comprei um abacate para fazer uma guacamole (Receita a jato: abacate+tomate+cebola+limão+salsinha+cebolinha+sal+pimenta tabasco). Delícia que eu adoro comer com salada, mas como entrada vai bem com torradinha e doritos.  O almoço mesmo foi sair lá pelas 3 da tarde.
Depois do almoço, rolou uma sessão de luta livre no Xbox que o Fred trouxe. Henrique nem quis sair com os amigos que ligaram para ele. E o primogênito Paulo Alexandre, parecia uma criança...

E o Paulo lá, todo orgulhoso com o Otávio no colo, que não desgrudava os olhinhos da TV.



A Paulinha tava lá dentro tirando um cochilo porque, convenhamos, luta livre não é coisa de mocinha.

A tarde foi passando , a noite foi chegando. E como ninguém arredou o pé, tive que providenciar um lanche noturno.

A noite foi passando, foi ficando tarde. E como ninguém arredou o pé, fiquei realmente preocupada de ter que providenciar a ceia...hehehe.

Ufa!!!! Ainda bem que não precisou porque a galera se foi às 11 da noite.

Nestas alturas Paulinha e Otávio já estavam no décimo quinto sono.

Fiquei pensando em como seria se o convite tivesse sido para o jantar.




Nenhum comentário: