terça-feira, 28 de junho de 2011

1 ano e 2 meses

Os bichinhos estão viciados na chupeta.. Oh, meu pai!!!!


Ficar no carrinho assim, paradinhos, só pelo tempo de tirar uma foto. No mais querem mesmo é se movimentar...

O único problema é que como ainda não sabem andar, não pode ser em qualquer lugar. E isto dá uma canseira na gente...ai, ai..

A Paulinha não pode ouvir uma musiquinha que ou começa a dançar ou já vai colocando o dedinho indicador na palma da outra mão, daí qualquer música se transforma no "Pintinho amarelinho, cabe aqui na minha mão..." Não consigo mais que ela fique de lacinho no cabelo. Se não é ela mesma que tira, é o Otávio que vai lá e arranca. Os dentinhos da paulinha parecem que resolveram nascer todos ao mesmo tempo. Os primeiros molares estão todos inchadinhos...vai pipocar dente nos 4 cantos da boca dela em breve...mas escovar os dentes que é bom, só na base do escândalo...ai, ai...

O Otávio é todo energia! Se enfia em cada lugar que depois não consegue sair...Daí ele fica "apertadinho" e chama "Papá!!!" ...mas normalmente é a mamãe que socorre, né? Não pode ver uma porta aberta que quer fechar. E se tiver fechada, quer abrir. Não importa se é porta grande ou uma pequena de armário. Vira e mexe abre uma gaveta e esvazia o que tem dentro dela. E de vez em quando aperta o dedinho também...faz parte na vida de crianças traquinas, né?

Cada dia é uma descoberta e é delicioso ver tudo isto acontecendo...



sexta-feira, 17 de junho de 2011

Pausa para férias do Papai!

Neste momento já estamos em Santa Cruz de La Sierra.

Papai resolveu tirar uns dias de folga e visitar as sobrinhas bolivianas, nossas priminhas.

Espero que esta primeira viagem , num lugar totalmente diferente, seja de muitas descobertas e diversão.

Foto da Plaza 24 de Septiembre, onde fica a Catedral de Santa Cruz.



Hasta la vista!

quinta-feira, 16 de junho de 2011

Promessa cumprida

Desde que a duplinha nasceu começou a polêmica na família: Galo ou Zêro???

O Felipe sempre prometia um uniforme completo do galo.

 No dia 28 de abril, dia no aniversário oficial ele, enfim, cumpriu a promessa:


E o Otávio vestiu imediatamente o uniforme. Ou melhor, vestiram nele, né? O unifome  ficou enorrrrrme porque, segundo  Felipe, só tinha tamanho 2 anos. Mas quê que tem, né?

Para completar: uma chupeta!!!!!



Parece que a Paulinha gostou. Só não sei se foi do uniforme ou do colinho do padrinho....



O primeiro Cruzeiro x Atlético como torcedores uniformizados. Tudo bem que neste jogo aí, o Cruzeiro levou a melhor...



Será que meus filhos são pé frio?
Sei não...
Só sei que começam a vida como sofredores...hehehe...

PS . desculpa aí a ala cruzeirense da família...mas o irmão foi mais rápido que todos vcs. E olha que ele demorou 1 ano, hein?

quarta-feira, 15 de junho de 2011

A festa

Desde quando Paulinha e Otávio estavam com uns 7 meses eu estava pensando em como seria a festinha de 1 ano. Cheguei até a cogitar fazer a festa em algum Buffet Infantil. Mas logo descartei esta possibilidade primeiro por causa do custo , não acho que seria a hora de gastarmos os tubos com super produções; segundo porque não queria uma festa engessada, se é que vcs me entendem.

Não sei se isto é bom ou ruim, mas sou do tipo de pessoa que tem um lado saudosista muito aguçado. Adoro as modernidades que estão aí para tornar as nossas vidas mais práticas, mas gosto muito de como as coisas eram feitas antigamente.

Me lembro que as minhas festas de aniversário ( sempre pegando carona nas festas do Marco Antônio, meu sobrinho número 1, mais novo apenas 5 anos que conta seus dias muito perto dos meus!) eram sempre feitas na garagem de casa, com docinhos e bolo de fabricação na própria cozinha de minha irmã e muitas garrafas de refrigerante ( de vidro!) "vestidas" com o tema de decoração da festa. A galera aí que teve infância no final dos anos 70 e início dos anos 80 vai ser lembrar. Senão é só pegar um álbum antigo de família.

E era uma delícia porque a festa começava uma semana antes com a criançada enrolando brigadeiro...

Longe de mim querer fazer tudo em casa, mas eu queria um toque pessoal com cara de que fui eu que fiz!


Então, resolvi que seria aqui no prédio. O tema não poderia ser nem feminino, nem masculino. Daí, depois de muita pesquisa e por achar o tema bem infantil, atemporal, fácil de executar, saudosista e unissex bati o martelo: CATAVENTOS!!! E escolhi as cores laranja e azul por serem alegres, vibrantes e complementares.

Neste momento, depois de fazer uns convites piloto com os meus parcos conhecimentos de computador, contei com o talento da minha sobrinha Aline para fazer a arte do convite e de outras peças que seriam usadas na decoração. Vai lá dar uma olhada no post que ela fez sobre o aniversário dos meus filhotes. 

Fiz tudo de forma bem caseira, com minha pobre impressora jato de tinta mesmo e com uma infinidade de papéis, tecido, palitos,  fitas a afins comprados em papelaria e armarinho do centrão da cidade.

Então, chega de blá blá blá e vamos ao que interessa.

O convite ( clonado do blog da Aline...hehehe)


Como centros de mesa foram usadas latas de leite em pó de 800g, que revesti de tecido. Os cataventos foram feitos de papel de sacrapbook e a tabuleta onsde colei as fotos eram forminhas de docinhos.



  Em algumas mesas coloquei foto do Otávio.
 Em outras, coloquei a foto da Paulinha.

Detalhe dos guardanapos. Utilizei a mesma arte dos toppers dos docinhos, porém impressos em papel adesivo. Os anéis dos guardanapos eram de papel crepom.









Na lateral do salão, montei um aparador com um galho de árvore ( que "catei" na esquina aqui de casa), onde pendurei dezenas de foto-lembrança da duplinha. No início da festa, coloquei os chapeuzinhos personalizados que a criançada usaria no momento do parabéns. Na parede montei um painel onde coloquei 2 páginas feitas com técnicas de scrapbook (fiz uma aulinha básica quando ainda estava grávida), que serão usadas na decoração do quartinho deles.



 Detalhe do painel.

Detalhe dos chapeuzinhos e canudinhos personalizados .
Na outra lateral do salão pendurei algumas fotos da duplinha fazendo a cronologia mês a mês desde quando eram recém nascidos.

No fundo do salão, pendurei bandeirolas formando o nome dos pequenos. Depois que a festa já tinha passado achei que poderia ter usados estas bandeirolas junto do painel de balões atrás da mesa do bolo. Mas aí, já era, né?



As letras utilizadas no painel de balões foram feitas de papelão revestidas em tecido. Os bichinhos de pelúcia são brinquedos dos meus pequenos que resolvi utilizar na decoração. Coloquei um lencinho com os tecidos que utilizei na festa e acho que ficaram bem charmosos. Como  suporte para os cataventos e fotos que coloquei nesta mesa utilizei taças que eu já tinha aqui em casa. Esta mesa não ficou exatamente como eu queria. Fiz vários tipos de toppers para os docinhos, porém e, se fossem agregados por tipo, daria um efeito visual muito mais bacana. Mas vcs sabem como é. Não dava para fazer  tudo sozinha e quando dei por mim, o pessoal de apoio do buffet que contratei já tinha colocado desta forma aleatória. O jeito foi relaxar...

 Detalhe do bolo, que por sinal, estava uma delícia!!! Os cataventos que foram espetados em cima, foram feitos de EVA, os mesmos utilizados na lembrancinhas das crianças.


Detalhe dos docinhos:

 Mesa do Buffet infantil: cachorro quente, pipoca, pão de queijo...Hummm!!!!

Depois do parabéns, colocamos as lembrancinhas do lado da árvore de fotos.

As lembrancinhas dos adultos foram potinhos de papinha da nestlé ( recicalgem total, o planeta agradece!), recheados com balinha azedinha.


E a lembrancinha das crianças foram sacolinhas recheadas com todas aquelas coisas que as crianças adoram. Para decorar utilizei cataventos de EVA, que neste caso eram ponteiras de lápis, decorativo e útil.


Detalhe da sacolinha:

Tudo isto deu um certo trabalho e não foi nenhuma super produção, mas foi tudo feito com muito prazer e amor.

Lembrança para ser guardada para o resto da vida.


terça-feira, 14 de junho de 2011

Aniversário...com muito atraso!!!!!

Esta é a nossa foto oficial do aniversário de 1 aninho. Reparem na cara de poucos amigos que a Paulinha fez bem na hora que seria de bom tom mostrar os dentinhos...


Para nossa alegria e satisfação conseguimos juntar uma boa parte das nossas famílias. Irmãos, Avós, tios, primos e agregados. E tb muitos amigos queridos com suas crianças, o que fez a festinha ficar bem mais animada e divertida.

Comemoramos o aniversário no dia 07 de maio, aqui mesmo no salão do nosso prédio, o que tornou a festinha bem mais familiar, feito em casa mesmo, sabem como é?

E, contrariando tudo o que eu pensava sobre festinhas de 1 aninho, os meus pequenos se divertiram a valer. Verdade, viu? Nunca vi crianças de 1 aninho se divertirem tanto em sua própria festa. Ficaram alertas todo o tempo sem nenhum choro. Precisa dizer que a mamãe ficou toda orgulhosa?

Otávio dirigindo...

 Paulinha no momento concentração...hehehe...


Mordendo o cachorrinho de balão...


Na hora de assopar as velinhas o Otávio, curioso que só ele, queria pegá-la...



Qualquer festinha que se faça sempre dá trabalho e a gente sempre acha que poderia ter feito isto ou aquilo diferente.

Mas eu acho que apesar de alguns poucos detalhes que não saiu como foi planejado, isto sempre acontece e esta foi a apenas a primeira de uma série que estào por vir.

No balanço geral, ficamos todos muito felizes e foi um verdadeiro sucesso.




E comemorar a vida destas 2 crianças tão desejadas, lindas e saudáveis é o que dá verdadeiro sentido às nossas vidas hoje.

Obrigada, Papai do Céu!

segunda-feira, 13 de junho de 2011

Notícias...

Olá, pessoal!

2 meses se passaram...nem eu mesma acredito que fiquei todo este tempo sem um post sequer...

A primeira desculpa seria os preparativos para o aniversário dos pequenos. Como fui eu quem fez os itens de decoração e lembrancinhas, todo o tempo vago que eu tinha eu respirava o aniversário. Ahhhh! Mas valeu a pena porque foi tudo muito simples, mas feito com muito amor.

Depois do aniversário, vieram algumas vacinas e estou sem saber até hoje se o perrengue que as crianças arrumaram foi reação das vacinas ou por causa da mudança de temperatura... Só sei que tivemos problemas como gripe forte, febrão, nariz escorrendo, uma otite de lambuja. No meio disto tudo, Paulinha estava atrás da porta e uma mãe desavisada apertou o dedo mindinho da pobrezinha. Não sei se doeu mais nela ou em mim, mas o negócio ficou feio, cheio de pus e tive que correr pro hospital ( de novo, porque a primeira vez foi pela otite do Otávio). Antibiótico na Paulinha e a unha feia caiu alguns dias depois.

Daí veio uma tosse infernal para azucrinar as nossas madrugadas. Muito choro, colinho e noites muito, mas muito mal dormidas. A tosse era com a Paulinha, daí, quando vinha a crise ela não sabia se tossia ou se chorava. Era um corre-corre para tirar a pequena do quartinho antes do Otávio se solidarizar com ela e abrir o berreiro também. Mas acontecia de termos uma sinfonia a plenos pulmões ( para isto eles estavam tinindo!) quando toda a vizinhança dormia o sono dos justos. E foi assim durante algumas váaaaarias noites...
Fomos ao hospital, então, pela terceira vez em menos de 10 dias: suspeita de alergia - tiramos os cobertores( quentinhos, mas cheio de pelinhos) das crianças e o meu belo tapete belga da sala, onde eles costumavam se refestelar.

Gente, os atendentes da Araújo aqui da esquina, drugstore de onde eu deveria ser sócia,  já sabem até meu CPF e até hoje perguntam se a duplinha já se recuperou. Affff!!

Se um filho doente já é de lascar...dois então...

Mas para atualizar os acontecimentos: a unha da Paulinha caiu, mas tá nascendo outra no lugar, bem feinha por sinal. Mas minha filha é bonita por demais e não vai ser uma unha mais ou menos que vai estragar o conjunto da obra. A tosse da madrugada anda sumida e tomara, Deus,  que perca o rumo daqui de casa e não volte onde nunca foi convidada a entrar. Acho que a Paulinha gostou tanto da atenção que recebeu durante os dias de peleja que agora está manhosinha. Vou ter que ir cortando as asinhas dela...

Otávio melhorou da otite assim que foi medicado. Glória! Está cada dia mais esperto, levado ( abrindo gavetas e retirando tudo que contém nelas) e  não demora a soltar a mãozinha e sair correndo por aí...

Por hoje é só e prometo não sumir de novo por tanto tempo.