quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

terça-feira, 26 de janeiro de 2010

Grávida: o que não pode faltar na mala

Ao viajar para longe de casa grávida, seja a negócios ou por turismo, é sempre bom garantir que nada faltará na sua bagagem.

A seguir uma lista de documentos e outros itens importantes para levar na mala de mão ou na bolsa.

1. Passaporte, caso viaje ao exterior, carteira de identidade e habilitação.
Parece óbvio, mas com a cabeça avoada típica da gravidez vale a pena dar uma segunda checada antes de sair de casa.

Viajando dentro do Brasil e para os países do Mercosul (Argentina, Paraguai e Uruguai), você só precisará da identidade e da habilitação, caso pretenda alugar um carro.

Para outros países, leve o passaporte com o visto em dia (verifique isso antes). A carteira de motorista também será necessária para o aluguel de um carro.

2. Atestado do obstetra
Caso vá viajar em um estágio mais adiantado da gravidez (a partir da 28ª semana), peça uma carta ao seu médico contendo a data prevista para o parto e atestando que você está em condições de viajar.

3. Remédios
Leve os remédios que tem autorização do obstetra para tomar durante a gravidez, porque nunca se sabe, mesmo dentro do próprio Brasil, se será possível encontrá-los em outros lugares com facilidade.

Se estiver viajando para fora, é bom ter também uma receita médica para essas medicações, porque poderá ser necessário apresentá-la em certos países. Na dúvida, peça mais orientações ao agente de viagens.

4. Informações do seguro médico
Esclareça com sua seguradora, antes de viajar, qual a área de cobertura do seu plano e como ele funciona em outras partes do país.

No caso de viagens internacionais, há empresas especializadas em seguro de saúde por um período limitado. Se adquirir esse tipo de seguro, faça cópias da documentação e coloque-as em malas diferentes (por exemplo, uma na sua bolsa e uma na mala). Tenha também um número de contato da seguradora no país para onde vai.

Não deixe de se informar previamente sobre os serviços de saúde em geral do local que visitará. Veja se há hospitais de grande porte, atendimento de emergência, postos de saúde e ainda se a rede é pública (como no caso de muitos países europeus) ou majoritariamente privada (como nos Estados Unidos).



Fonte: http://www.babycenter.com/

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Varizes


As varizes surgem ou ficam piores durante a gravidez devido à pressão do útero em crescimento sobre as veias pélvicas e a veia cava inferior (uma grande veia da parte direita do corpo que recebe sangue dos membros inferiores e de boa parte dos órgãos pélvicos e abdominais). Isso aumenta a pressão nas veias das pernas e leva ao aparecimento das varizes. Com o desenvolvimento do bebê e do útero, essas veias tendem a se tornar ainda mais evidentes.

A elevação nos níveis de progesterona também provoca o relaxamento das paredes dos vasos sanguíneos. Com isso, veias "azuladas" ou com um aspecto mais inchado podem aparecer sob a pele, causando alguma dor ou, em muitos casos, nenhum incômodo. Embora nem um pouco agradáveis, as varizes tendem a melhorar uma vez que o bebê nasça. Diversos fatores, incluindo histórico familiar e obesidade, contribuem para a formação das varizes.

As varizes da gestação são mais comuns nas pernas, embora possam ser observadas em qualquer parte do corpo. Tecnicamente, as hemorróidas são varizes na área do reto.




Se não dá para evitar completamente, pelo menos dá para minimizá-lo. O primeiro passo é evitar pressão demais nas pernas durante a gravidez. Incorpore alguns hábitos descritos abaixo ao seu dia-a-dia, mesmo antes de ter o problema:

• Exercite-se diariamente -- vale até uma caminhada em ritmo mais acelerado em volta do quarteirão.

• Eleve seus pés e pernas sempre que possível: mantenha um banquinho ou uma caixa embaixo da sua mesa, e, quando estiver em casa, tente deitar sobre seu lado esquerdo, com os pés elevados por um travesseiro (e coloque outro nas costas para se manter nessa posição virada). Como a veia cava inferior fica do lado direito, ao se deitar do esquerdo, você alivia a pressão do útero contra a veia, diminuindo assim a pressão nas extremidades inferiores.

•O uso das meias elásticas, que deve respeitar o período da gestação:

-Primeiro ao Terceiro mês: Meias elásticas de suave compressão;
-Terceiro ao Sexto mês: Meias elásticas de média compressão;
-Sexto ao Nono mês: Meias elásticas de alta compressão







O uso das meias de compressão na gravidez deve ser feito da seguinte forma: após acordar e ir ao banheiro, retorne para cama e coloque as pernas na parede no ângulo de 45º por quinze minutos. Após este tempo deve vestir a meia elástica nesta mesma posição, deitada e com as pernas para cima. A meia de compressão para gestante tem espaço para acompanhar o crescimento da barriga.

Mas fique prevenida de que essas meias podem incomodar e esquentar.
Eu comprei meias de média compressão da marca SIGVARIS, própria para gestantes. Preço bem salgado, mas espero que valha a pena.



• Não fique de pé por períodos prolongados.

• Não cruze as pernas ao sentar (depois de certa altura você já não vai conseguir esse feito).

• Saiba que o ganho excessivo de peso pode contribuir para o aparecimento de varizes.





As varizes podem coçar e até doer, mas sua pior consequência é mesmo na vaidade das mulheres. É improvável que causem problemas circulatórios crônicos ou levem a coágulos de sangue (trombo). Somente cerca de 5 por cento das pessoas que já apresentam varizes desenvolvem pequenos coágulos de sangue nas veias.

Se você notar vermelhidão e sensibilidade na superfície das varizes, além de febre, dor nas pernas ou taquicardia, fale com seu médico o mais rápido possível. Em uma pequena porcentagem dos casos, taquicardia e/ou falta de ar repentina podem ser sinais de embolia pulmonar (quando um coágulo migra para os pulmões). Caso tenha tais sintomas, vá para o pronto-socorro mais próximo.




Às vezes as varizes melhoram por conta própria três ou quatro meses depois de o bebê nascer. Mas, se as veias mais saltadas se tornarem um problema, dá para operá-las.

Um conselho: caso queira fazer tal cirurgia, vale a pena esperar primeiro para ter todos os filhos que você deseja, porque, infelizmente, as varizes tendem a piorar a cada nova gravidez.

Nomes Escolhidos!

PAULA E OTÁVIO





Paula, foi papai quem escolheu numa representativa homenagem a si mesmo! Já vai nascer com apelido: Paulinha!

Paula significa pequenina, delicada e indica uma pessoa com muita disposição e um otimismo contagiante.É nome de pessoas que valorizam a amizade e a fidelidade a uma idéia representativa de princípios éticos e morais. Seu lema é permanecer sempre ao lado de quem precisa de ajuda. A sua maior recompensa é o trabalho bem executado.

Origem: Latim.



A escolha de Otávio ficou por conta da mamãe. Acho um nome forte, simples e não muito comum. Alguém aí duvida que vai ser Tavinho? A família toda adora diminutivos!!!

Otávio significa o oitavo filho ( mas eu não ia ter 8 filhos, ne gente?...hehehe...) e indica um pacifista nato. Ele faz o possível e o impossível para manter um clima amoroso e tranqüilo entre as pessoas. Além disso, tem sempre um bom conselho para dar.

Origem: Latim.

Pronto, os babies já tem sua primeira propriedade!

Viajando na gravidez

A barriga ainda não está grande demais, ainda há alguma disposição para caminhar e fazer compras. Depois que os bebês estiverem por aqui, sair de casa, mesmo que for logo ali no shopping, será uma verdadeira operação de guerra.
Então o melhor momento para viajar é AGORA!
Aí vão alguma dicas que o Baby Center :



1. Reduza o estresse

Em primeiro lugar, reserve tudo o que puder antes da viagem, incluindo assentos no avião (os do corredor são mais indicados por causa das frequentes idas ao banheiro), refeições especiais e quartos de hotéis ou pousadas.

Parta do princípio de que haverá trânsito ou algum complicador para chegar ao aeroporto, estação de trem ou rodoviária, e saia de casa com bastante antecedência.

Procure fazer malas leves, levando somente o que conseguir carregar, ou seja, o menos possível.

Mas o mais importante de tudo mesmo é manter o bom humor. Sim, os hormônios podem deixá-la sempre pronta para gritar ou chorar, porém faça um esforço para encarar filas ou atrasos como meros obstáculos para alcançar seu destino de relaxamento. Tente se desligar com a ajuda de um bom livro ou da música de sua preferência.



2. Preserve sua energia


Não é porque você está grávida que suas férias não possam envolver atividades físicas. Dá perfeitamente para caminhar, visitar museus ou comer fora, lembrando somente que você vai ficar cansada mais rápido e que não terá o mesmo ritmo de sempre.

É importante arranjar um tempinho diariamente para recuperar o fôlego. Tome um bom banho de banheira, tire uma soneca, coloque os pés para cima, leia na praia ou até se dê ao luxo de pedir comida no quarto. Dessa forma, você se manterá energizada e com forças para aproveitar a viagem inteira.



3. Alimente-se direito


Mulheres grávidas têm ainda mais obrigação de se alimentar com regularidade e de um jeito saudável, para proteger o seu próprio organismo e o do bebê.

Ficar sem comer durante a viagem poderá deixá-la enjoada e com tontura, por isso, antes de partir, inclua na mala de mão lanchinhos para a hora do aperto, como barras de cereal, frutas secas ou bolachas salgadas.

Tenha também uma garrafa de água para beber com frequência e evitar a
desidratação -- algo a que você está mais suscetível, especialmente dentro de aviões. A ingestão de líquidos ajuda também a impedir que seus pés e mãos inchem.

Uma vez que chegue ao destino, procure comer frutas, verduras e proteínas e fazer refeições menores de cinco a seis vezes por dia. Uma alimentação mais leve diminui as chances de a azia aparecer.



4. Não deixe de ir ao banheiro


Os banheiros dos aviões, ônibus, trens e paradas da estrada geralmente são bem concorridos, e os públicos, muitas vezes mais sujos do que você tem estômago para aguentar. Assim sendo, sempre que encontrar um toalete limpo e disponível, use.

Mesmo que as instalações não sejam impecáveis, é melhor garantir e ir, porque não dá para prever quando uma outra oportunidade surgirá. Tente planejar com antecedência. Vá a banheiros de restaurantes ou lojas de conveniência durante paradas na estrada ou aos dos aeroportos antes de embarcar.

Independentemente do destino, é sempre bom estar preparada para banheiros desprovidos de papel higiênico. Algumas mulheres levam um estoque de papel em um saquinho dentro da bolsa ou lenços descartáveis para assoar o nariz -- ou até lenços umedecidos. Outro item indispensável é um gel antibactericida para as mãos, à base de álcool, encontráveis em qualquer farmácia.

No caso de viagens de carro, dá até para levar um recipiente de boca larga com tampa, como um pote vazio de maionese ou conservas, para situações de emergência.

Descomplique sua vida vestindo roupas facilmente tiráveis. Escolha peças separadas ou vestidos em vez de macacões. No momento da pressa, quanto mais simples, melhor.



5. Cuide de suas pernas e pés


Longos períodos sentada podem deixar seus tornozelos e pés inchados e suas pernas com cãibra. Se estiver viajando de carro, procure parar pelo menos a cada hora e meia para esticar as pernas e dar uma caminhada.

Caso esteja em um avião, trem ou ônibus e haja um lugar vazio ao lado, ponha os pés para cima.

No avião, tire os sapatos e coloque uma meia bem grossa ou chinelos para andar um pouco. Eleve as pernas colocando os pés em cima da mala de mão posicionada embaixo do assento da frente.

Seus pés provavelmente vão inchar de qualquer jeito, com ou sem sapatos, portanto escolha um modelo largo, com espaço para isso. Em viagens, nada é mais importante para as futuras mamães do que sapatos confortáveis. Os melhores têm sola antiderrapante e algum tipo de acolchoado para a planta do pé (tênis para atividades aeróbicas são um bom exemplo).

Mantenha a circulação do sangue. Se estiver sentada ou de pé, estique a perna e movimente a ponta do pé na direção do corpo e depois para fora, suavemente estendendo os músculos da panturrilha. Sentada, faça movimentos circulares com os pés em volta do tornozelo e movimente os dedos do pés também.

A gravidez sobrecarrega o sistema circulatório, facilitando o aparecimento de tromboses (coágulos de sangue) e varizes.

Muitos médicos recomendam o uso de meias elásticas com alguma compressão, as quais aliviam o inchaço e a dor nas pernas. Experimente colocá-las antes de levantar da cama de manhã e só as tire no fim do dia, durante a viagem.



6. Informe-se sobre vacinas


A situação ideal é tomar quaisquer vacinas necessárias ao menos três meses antes de engravidar.

Se você não fez isso e precisa viajar para uma área onde alguma doença mais grave é endêmica, converse então com seu obstetra sobre os possíveis riscos de uma vacina em comparação aos possíveis riscos de pegar uma doença que vá afetar você ou o bebê.

De modo geral, gestantes devem evitar vacinas feitas a partir de organismos vivos atenuados, como as de febre amarela, catapora, sarampo, caxumba e rubéola, pela possibilidade de infectar mãe e bebê. Apesar de não haver provas científicas de que elas façam mal ao feto, as informações ainda são limitadas e devem ser avaliadas caso a caso pelos médicos.

Outras imunizações, como contra hepatite A e B e tétano, são consideradas seguras.

Para informações específicas sobre doenças e áreas de risco no Brasil e no exterior, consulte o guia de "Orientação ao Viajante" no site da Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa).



7. Evite micoses como a candidíase


A gestação deixa as mulheres mais suscetíveis a candidíases, algo ainda mais comum de ocorrer durante viagens a locais quentes e úmidos. Para evitar infecções por cândida, vista-se com roupas leves, soltas e tecidos naturais como o algodão (inclusive nas peças íntimas). Deixe as calças justas e os jeans em casa.

Depois de nadar, troque o maiô ou biquíni molhado assim que puder. Antes de viajar, vale a pena conversar com seu obstetra sobre alguma pomada antifúngica para usar se necessário.



8. Escolha atividades seguras


O melhor a fazer é evitar esportes de contato ou atividades em que haja risco de queda ou trauma no abdome, como surfar ou andar a cavalo. Mergulhos e outros esportes envolvendo mudanças de pressão também não são recomendados devido ao risco de formação de bolhas de ar no sangue.

Escorregadores na água, tobogãs e um grande número de atrações de parques de diversão podem ser perigosos por causa de "aterrissagens" bruscas ou paradas e começos repentinos que podem machucar o bebê.

É bom também ficar longe de banheiras de hidromassagem e banhos de ofurô muito quentes, assim como saunas, já que alguns estudos apontam que a elevação da temperatura no início da gravidez pode aumentar o risco de problemas no feto.

Além disso, durante toda a gravidez, a elevação da temperatura causa queda de pressão e mal-estar, com sensação de desmaio.

Então não dá para fazer nada? Não é bem assim. Se você estava bem e já praticava esportes antes de engravidar, é provável que possa continuar a se exercitar até um certo momento da gestação (no caso de gestações de risco, contudo, o médico pode desaconselhar totalmente).

Há muitas atividades físicas seguras e gostosas para grávidas, como caminhadas, natação ou ioga.
Dica final: use o bom senso e ouça seu corpo. Se estiver cansada, com calor ou desconfortável, diminua o ritmo ou então simplesmente pare.

domingo, 24 de janeiro de 2010

O milagre da Multimistura




Na última página da Revista Veja de 20 de janeiro me deparei com a crônica de Roberto Pompeu de Toledo " O milagre do Sorinho e outros milagres".

Ele relembra e discorre sobre o legado da Dra. Zilda Arns, criadora e administradora da Pastoral da Criança, morta na semana passada vítima do terrível terremoto que assolou o Haiti.

" O que mais espanta, na obra de Zilda, é o contraste entre a eficácia dos resultados e a simplicidade dos métodos. Nada de grandiosos aparatos, nada de invencionices"...dentre suas ferramentas básicas ela contou com " a escora da índole feminina. Noventa e dois por cento do voluntariado da Pastoral da Criança é constituído por mulheres. Uma tarefa dessas é séria demais para ser deixada por conta de homens. A mulher é muito mais confiável quando se mexe com assunto situado nos extremos da existência, como são os cuidados com o nascimento e a morte, a saúde e a doença."

Mulher é assim: se é complicada, também é perfeitinha: devota e dedicada!

Desde nem me lembro quando a Pastoral da Criança esteve dentro da minha própria casa. E no caso era o meu pai fazendo parte dos 8% do voluntariado masculino. Minha mãe juntava os ingredientes, mas era o meu pai quem preparava a multimistura, casca de ovo, semente de abóbora, de girassol, arroz, milho e outros ingredientes "singelos"; e eu chamava carinhosamente aquela mistura meio marrom, meio cinza , de "pózinho da fome".

Me lembro também de uma balança do meu pai, que se servia para pesar saco de feijão e de milho, também ia a campo pesar crianças nas comunidades.

Se o índice de mortalidade infantil em 1982 era de 82,8 mortos por 1000 nascidos vivos e hoje nas comunidades com atuação direta da Pastoral está em 13 por 1000, isto se deve ao trabalho de formiguinha de pessoas como o meu pai.

E isto me faz ter um imenso orgulho dele!!!!

quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

Primeiras compras da mamãe

Eu estava só esperando saber o sexo dos bebês para começar a comprar estas coisinhas fofas. Na verdade eu estava até me sentindo desnaturada por não ter começado ainda...


Joaninha...


Ursinho, coelhinho e bolinhas lilases...


Hipopótamos...


Ursinho pescador e peixinhos...

Regalos

Estas mantinhas que foram presente de Natal da Belinha e do Fred (irmão nº 3). Os ursinhos vieram junto e tem um chocoalho dentro. Fofo demais:
























Os sapatinhos vermelhos, para dar sorte, foram presente também de Natal da prima Fê e da Tia Nídia:







O quadrinho de fotos veio da Bolívia. Regalo dos primos Cristina, Mario e Mia:



A Tia Thá, assim que soube do casalzinho, chegou com estas fofuras de bodies: do Mickey para ele e do Piu-Piu para ela.




E estes foram presentinhos da tia Michele:




















Mimos aquecem a alma da gente.

E quem meus filhos agrada, minha boca adoça!

quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

Barriga de 20 semanas




























A barriga está simpática, mas a cabelictho. Abafa! Preciso dar um jeito e rápido.

A fotógrafa da vez foi minha amiga Thaísa (thanks, Thá!), que teceu um comentário que me deixou lisonjeada, claro.

Ela disse que estou uma grávida bonita porque tem outras tantas que ficam meio "bagacinho", mal cuidadas, manchadas, etc, etc, etc...

Não que eu ache que estou tão maravilhosa assim. Acho que tô normal. Se é que tem alguma coisa de normal ostentar um barrigão destes. Mas acho que a única coisa que mudou foi a barriga mesmo.
Acho que sempre ter sido magrinha (thanks, God!) ajuda bastante.

Mas o que eu acho que faz toda a diferença, independente da constituição física, é o que a gente leva aqui dentro.

A beleza de uma grávida é de dentro para fora, gente!
Acho que ficam bonitas aquelas mulheres que desejam a maternidade e enxergam a gestação como um momento mágico e único na vida dela.

Acho que ninguém gosta de sentir enjoo, nem acordar "n" vezes durante a noite, seja para fazer xixi ou para encontrar posição melhor para dormir. Ninguém gosta de sentir azia e dores debaixo das costelas. Nem vestir as mesmas roupas quase todos os dias ( é, não dá para montar um guarda roupa legal, quando o que a gente quer mesmo é montar um quartinho de bebê), nem caber mais nos seus sapatos preferidos.

Mas só uma mulher pode gerar uma outra vida! E só por este milagre divino, já é motivo de uma alegria descabida. Então eu acho que bonitas ficam as mulheres que entendem, aceitam e vivem este momento, que é só delas, com um sorrisão de molar a molar no rosto.

Todos os "incômodos" provenientes deste momento viram detalhes e, se um dia não forem esquecidos, ficarão numa memória distante.

terça-feira, 19 de janeiro de 2010

Inchaço na gravidez

O calor está mesmo de lascar, não só em BH como também em muitas outras cidades do sudeste. Affff...

Com o peso da barriga a sensação de calor parece ainda maior. Hoje, voltando para casa vi um termômetro de rua que marcava 34º. Acho pouco provável que fosse mesmo verdadeiro esta marca, mas só de ver senti mais calor ainda.

Resultado: cansaço e pesitos inchados.



O inchaço durante a gravidez, principalmente nos membros inferiores, é muito comum. Normalmente, tudo começa com uma sensação de peso nas pernas. Depois, as sandálias ficam apertadas ou simplesmente não servem mais. Até os anéis e as pulseiras não entram nos dedos e braços. Isso acontece porque, durante a gravidez, existe um aumento na quantidade de sangue e líquidos no organismo em geral. O sistema circulatório sofre uma alteração e, quando não dá conta, gera o problema. O crescimento do útero, que acompanha o desenvolvimento do bebê e comprime os vasos da região pélvica, também prejudica a circulação.

A dificuldade é que, no verão, todo esse processo tende a ficar mais lento ainda e aumenta o inchaço.
O uso de meia elástica pode ajudar, mas são muito quentes para se usar no verão.

Normalmente, o inchaço aparece mais ao fim do dia, quando a mulher permaneceu muito tempo em pé ou sentada. A dica é elevar as pernas durante a noite. Coloque-as em cima de um banquinho levemente ou coloque um travesseiro embaixo do colchão para as pernas ficarem levemente erguidas. Isso ajuda no retorno do sangue e o sistema circulatório funciona melhor.

A mamãe deve ficar atenta se o inchaço for intenso, principalmente se afetar muito as mãos, braços e rosto, se o ganho de peso for grande, quando houver formigamento dos braços, limitação de movimentos dos dedos das mãos e dor na região da nuca.

Esses são sinais de problemas renais como diabetes gestacional ou pressão alta que podem aparecer isoladamente ou em conjunto. Essas alterações são perigosas para a mamãe e para o bebê.

Caso um médico não seja consultado e tomado os devidos cuidados, mãe e bebê correm risco de morte. A pressão alta pode levar a eclampsia (hipertensão e edema podendo ocorrer convulsão e coma).


Para evitar o problema, a grávida deve praticar atividade física regular em locais e horários mais frescos do dia, não ganhar peso exessivamente, aumentar a ingestão de proteínas na dieta e hidratar-se.

Certas frutas têm ação diurética e aliviam a retenção de líquidos. Recomenda-se, ainda, beber muita água [de 2 a 3 litros por dia], diminuir o sal na comida, evitar o calor e elevar as pernas por 15 minutos três vezes ao dia.

Uma maneira gostosa de garantir a ingestão das frutas diuréticas, como melancia, melão, abacaxi e carambola, é preparar uma salada de frutas bem refrescante usando um pouco de todas elas. A laranja pode ser espremida para formar a calda da salada. No verão, não tem sobremesa melhor.



Escalda-pés contra o inchaço:

Uma receita simples de escalda-pés: esquente água suficiente para encher uma bacia, coloque duas tampinhas de álcool e um punhado de sal grosso. Depois do escalda-pés, uma hidratação profunda também vai bem. Passe um creme específico para a área (menos entre os dedos) e coloque uma meia de algodão por meia hora. O resultado é um pé macio e cheiroso. Para quem quiser um cuidado completo, esfoliantes e desodorantes também são uma boa dica. Siga em frente!


Fonte:
guiadobebe.uol.com.br/gestantes
revistacrescer.globo.com/

Só para esclarecer: tenho feito o melhor que posso com relação à dieta e minha pressão está ótima. Já diminuí o sal da comida. o único problema são os exercícios físicos. Tantos anos de sedentarismo não mudam assim de repente, infelizmente.
Taí uma coisa que não quero que esses guris puxem nem da mamãe e nem do papai: preguiça de se exercitar.

segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

E quem vem por aí é...

...MENINO E MENINA!!!!!!!




Diante da ansiedade incomensurável estampada na nossa cara, foi a primeira coisa que o Dr. Marcelo confirmou!!!!


E ele falou com tanta firmeza, que nem questionamos se ele tinha certeza.


Êbaaaaaaaa!!!!!! Vocês imaginem como o papai e mamãe aqui ficaram felizes!!!!!


Logo em seguida tivemos que conter o alvoroço para que o Dr. Marcelo fizesse todas as medidas necessárias do exame. E fiquei pensando cá com meus botões que o meu marido não é doido não, ele é meio bruxo.Não é que o danadinho apostou e acertou!


Está tudo bem comos pimpolhos, todas as medidas dentro do padrão de normalidade e cada um pesando em torno de 300g.




A menina, com o dedinho na boca:



O menino, brincando com o cordão umbilical:




A menina já tem nome muito antes do Paulo me conhecer: Paulinha!!!! É, gente, o pai é um pouco egocêntrico (um pouco!) e este era o sonho da vida dele caso tivesse uma filha. Quem sou eu para contrariar, não é verdade? Então, a Paula, já nasce com apelido: Paulinha.

Hoje, recebi carta branca do maridão para escolher o nome do menino. Nada mais justo. Tenho uma listinha já pronta e vou analisar com atenção, carinho e amor porque agora a coisa é séria. Já me deram a idéia de colocar Silvinho. mas acho que não gostei muito não...hehehe...


Nem preciso falar que passei o resto da tarde fazendo ligações, passando SMS e mandando e-mails para dar as boas novas para parentes e amigos, que estavam todos tão ansiosos quanto a gente...


Agradeço muito a Deus e todos os meus anjinhos protetores por ser a pessoa privilegiada que sou: vou ser mãe de dois ao mesmo tempo e de um menino e de uma menina.


Isto é que é presente dos céus!!!!





Ultrasom Morfológico. É hoje!!!!!



Ou os dois??????

Essa é a ultra-sonografia mais detalhada, que pode levar mais de meia hora. No caso dos gêmeos, mais tempo ainda.

Ela é feita normalmente por volta das 20 semanas, e nela já dá para ver o sexo do bebê.ASSIM ESPERO ANSIOSAMENTE!!!!

O ultra-sonografista, no caso o Dr. Marcelo, vai verificar o coração do bebê e suas câmaras, a formação do cérebro, os órgãos digestivos e outros sistemas. Também vai medir a cabeça do bebê e o fêmur, o osso da coxa, para ver se o crescimento está dentro da média.

No exame também é possível determinar a localização da placenta. Se ela estiver bloqueando a abertura do colo do útero (placenta prévia), o médico vai pedir novos ultra-sons para ver se ela mudou de lugar. Na grande maioria dos casos ela muda. No caso de ela ainda estar cobrindo o colo do útero no fim da gestação, o bebê terá de nascer obrigatoriamente de cesariana.

O exame pode ser feito com doppler, um sistema que mostra o fluxo de sangue no útero, na placenta e no bebê, com as cores azul e vermelha.

Se o médico desconfiar de alguma anormalidade, pode pedir a realização específica de um ultra-som em três ou quatro dimensões, que dá uma imagem mais detalhada do bebê e é capaz de detectar problemas como o lábio leporino, por exemplo.

Meus anjinhos, ajuda a mamãe aí e mostrem as vergonhas para o pessoal matar a curiosidade!!!!

domingo, 17 de janeiro de 2010

Niver do Gabriel

Na semana passada, fomos ao aniversário de 1 aninho do Gabriel, filho dos queridos Julimar e Roberta.
Paulo, os gêmeos e eu:
E um registro das "barrigudinhas" do momento.
Eu e os gêmeos completando 5 meses de gestação.
A Cibele com o Rodriguinho prontinho para nascer a qualquer momento.



Delícia de festa!


sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

Eu gostaria de ter escrito



Estes são pensamentos soltos que eu gostaria de ter escrito.
Diz tudo!

Para Paulo, com amor

Para Paulo

“22 anos nos separam, cronologicamente falando.

O que poderia ser um abismo, transformamos em ponte. Eu entrei com o frescor da juventude e vc com a sabedoria da maturidade. Você remoçou e eu amadureci.

Quando eu te conheci, ainda na primavera da minha vida, vc poderia já estar se entregando ao outono. Mas vc , sabiamente se recusou. Vc apostou. Vc quis recomeçar depois de tantos percalços já vividos, afinal vc contabilizava 2 casamentos desfeitos e 4 filhos de saldo. E eu com uma vida pela frente ainda para fazer acontecer.

E assim fomos construindo o nosso amor que teve e tem como combustível maior a admiração.

Admiro a certeza que vc teve quando me bateu os olhos naquela noite quente de setembro: uma terçaneja! “Menina, vou me casar com você!”

Admiro vc ter persistido diante de toda a minha hesitação.

Admiro a sua urgência em diminuir a nossa distância geográfica.

(e aí, um parênteses para admirar a mim mesma: eu tive coragem de mudar TUDO, mais uma vez!)

Admiro a sua postura madura e toda a sua paciência ( mesmo que travestida de uma incomensurável impaciência!) diante de toda a minha intolerância, imaturidade e braveza.

Admiro termos sobrevivido a todas as nossas diferenças (que não são poucas), por vezes insuportáveis momentaneamente. E isto me parece salutar ser um compromisso constante.

Admiro, diante de tantas diferenças, encontrarmos muitas semelhanças.

Mas o que mais admiro é você compartilhar comigo do sonho que agora está se tornando realidade. Talvez, o meu sonho maior.
Quem, com um histórico como o seu, teria coragem de recomeçar¿ Ter filhos na altura da sua vida?

Eu vou ser mãe. E você quis muito ser pai de novo. Afinal, para você será uma experiência completamente diferente das anteriores. Mais maduro, mais calmo (???), vc terá tempo e espaço para ser PAI; assim: maiúsculo.

Só por isto eu admiro você acima de todas as outras coisas.

Como podemos concluir, a admiração fez germinar, crescer, amadurecer e mantém o elo que nos une. Para sempre, agora. Porque tudo pode mudar nesta vida. Tudo pode não ser para sempre.

Mas um filho sempre é.
Uma vida nova, misturada para sempre está apenas começando.
Feliz aniversário!!!!!”

Com amor,
Magrela



Homenagem lúdica



Homenagem lúdica ao dono do dia e do meu coração!

Quando eu te conheci, morava lá em Palmas e você em BH...era esta a musiquinha que eu cantava baixinho.

Feliz aniversário, Paulo!!!!!

quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

Entre a 19ª e a 20ª Semana




O comprimento dos bebês deve variar entre 13 e 16cm e pesar 230g cada um deles.

Nessa fase de gravidez, os sistemas circulatório, digestivo e urinário funcionam integralmente. O bebê muda de posição e responde a estímulos externos como luz e som. Já dá para começar a conversar com eles porque eles podem ouvir.

Os dentes começam a se desenvolver. Nessa semana (ou na próxima) já é hora de fazer um outro ultra-som, o morfológico, para ver tamanho e peso dos bebês, idade gestacional e verificar como está coração, placenta e cordão umbilical.

Seu bebê está ganhando peso, e as pernas, que costumam ficar bem flexionadas. Uma substância espessa e gordurosa, chamada verniz caseoso ou vérnix, envolve todo o bebê e protege a pele da imersão no líquido amniótico. Essa camada também ajuda no parto normal. Os bebês estão engolindo mais líquido esta semana, num bom treino para o sistema digestivo. Depois que eles bebem o líquido, o corpo deles absorve a água e transfere o restante para o intestino grosso.


O peso extra pode afetar na postura da mulher que já não fica com a coluna ereta, causando dores. Use sapato baixo e tome banhos quentes para aliviar as dores.

Seu peso hoje
Só por curiosidade, no seu ganho de peso até agora pode contar que:

230g é o seu bebê (cada um, né!)

170g a placenta

320g o líquido aminiótico,

320g o útero

180g cada seio

O restante do seu peso refere-se a líquidos retidos fora da circulação sanguínea e gordura armazenada principalmente no abdome inferior, quadris e coxas. Portanto, o ganho considerado de peso é algo absolutamente normal.

No meu caso, como são 2 bebês algumas destas medidas devem ser dobradas, né?...hehehe

terça-feira, 12 de janeiro de 2010

Na metade!

Estamos na 19ª semana de gestação. Isto quer dizer que chegamos na metade do caminho.

Estou me sentindo muito bem, fora a dor nas costas do lado direito, dor debaixo das costelas também do lado direito, inchaço nos pés (tô só na rasteirinha, sapato só para dirigir), e um cansaço básico no final do dia!

Estamos contando o tempo para chegar dia 18, onde faremos o US morfológico, enfim!
Daí vamos descobrir( assim espero) o sexo destes anjinhos e acabar logo com o suspense!

Já tô ansiosa para começar logo o enxoval dos babies, mas descobri que não encontramos coisas muito neutras não. Tem coisas lindas, mas ou é para menino, ou é para menina.

E já tá borbulhando de idéias dentro da minha cabeça, como será a decoração do quartinho.

Não tô me aguentando mais de tanta ansiedade!

quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

Licença maternidade para roupas e sapatos

Já abandonei minhas roupas antigas. Quase nada mais serve. Daí separei umas que definitivamente não vão combinar com a maternidade; então, sortuda da Isabele que acabou herdando as peças. Outras tantas empacotei e mandei lá pro maleiro. Sabe-se lá quando vão ver a luz do sol novamente...hehehe.


Abriu-se uma clareira gigante no meu armário. Na verdade, das roupas antigas só ficaram umas blusinhas meio batinhas, alguns vestidos e uma calça jeans saruel que foi comprada mais larga mesmo e, por acaso, AINDA está servindo.


Não me sobrou outra alternativa senão visitar estas lojas de roupas para gestantes e comprar umas peças básicas para sobreviver vestindo dignamente nos próximos meses.


Sabe que eu até me surpreendi? Tem umas coisas bacanas e modernosas. Mas fiquei no básico mesmo, que é pra eu usar bastante. Variando acessórios dá para mudar um pouco a cara da roupa e não ficar naquela monotonia...Bom que exercito um pouco a minha criatividade fashion...hehehe...


Outro probleminha estão sendo os sapatos. Os saltinhos estão de licença maternidade desde já e algumas sapatilhas estão me incomodando. Sobraram as rasteirinhas. Vou aproveitar que é verão e aumentar meu acervo...hehehe...


Eu sabia que mais dia menos dia eu ia ficar mais larga, mais redonda. Mas quando não entrei nas roupas, e isto aconteceu de um dia pro outro, eu levei um sustinho. Mas já?


Depois até achei engraçado quando me lembrei que alguns anos atrás meu sonho de consumo era pesar 50 kg para ser doadora de sangue...hehehe...


Meus dias de Olívia Palito ficaram para trás...Agora eu sou azeitona no palito!!!!!


quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

Semi-deusa

Agora que a barriga saltou aos olhos (já estou usufruindo do direito de filas prioritárias...hehehe...), estou tendo a exata noção do impacto que uma mulher grávida causa nas pessoas.

Uma mulher grávida tem o status de uma semi-deusa.

Percebo nas ruas, nos lugares, os olhares das pessoas. E fico imaginando o que é que elas estão pensando. "De quantos meses ela estará grávida?", "Será menino ou menina?", "Primeiro filho?", "Vai nascer quando?"..."Este filho terá sido planejado?", "Como vai se chamar?"...

Não importa o quê exatamente que elas pensam, mas os olhares não deixam ser de um certo encanto.
Sem contar que uma mulher grávida é sempre cercada de muitos cuidados. Posso estar exagerando, mas sinto que se as pessoas pudessem estendiam uma passarela de veludo vermelho para uma grávida passar.


E assim, vou sentindo que estou no momento mais especial da minha vida.
Afinal, é inacreditável que existam mais duas vidas pulsando e crescendo dentro de mim.
Mesmo que eu ainda não consiga sentir nenhum movimento dos peraltinhas.


É inacreditável, fabuloso, fantástico e, claro, divino!

A árvore da felicidade


terça-feira, 5 de janeiro de 2010

Feliz Ano Novo!!!!!

Todo início de ano é a mesma coisa. A gente faz o balanço do ano que passou e faz promessas do que vai fazer e do que não vai fazer no ano que se inicia.


Falar a verdade, eu já deixei de fazer listinhas a alguns anos. Simplesmente porque eu nunca conseguia cumprir tudo. Acho que eu insistia em espremer metas de uma vida inteira em 12 meses. A ansiedade sagitariana...hehehe...daí nunca dava certo mesmo.


Então descobri que a melhor tática ( pelo menos prá mim!) é deixar rolar. Agradecer a tudo que se passou no ano anterior é reconhecer que houve uma vivência importante, mesmo que não tenham sido lá muito boas. Acho sábio isto.


E, a única coisa que quero para o próximo ano, ou melhor, próximos anos é ser feliz, independente de conseguir isto ou aquilo. Ser feliz com o que já tenho já está de bom tamanho.


Então, se precisar de sugestão para ser mais feliz, aí vão algumas:


1. Elogie três pessoas por dia;


2. Assista ao nascer do Sol, pelo menos uma vez por ano;


3. Tenha um aperto de mão firme;


4. Olhe as pessoas nos olhos;


5. Cante sob o chuveiro;


6. Gaste menos do que você ganha;


7. Saiba perdoar a si e aos outros;


8. Aprenda três piadas boas, mas inocentes;


9. Seja mais otimista;


10. Trate a todos que você conhece assim como gostaria de ser tratado;


11. Faça novos amigos;


12. Saiba guardar segredos;


13. Não adie uma alegria;


14. Reconheça seus erros;


15. Sorria, não custa nada, e não tem preço;


16. Não ore pedindo coisa; peça só sabedoria e coragem;


17. Dê às pessoas uma segunda chance;


18. Não tome nenhuma medida enquanto estiver zangado;


19. Dê o melhor de si no seu trabalho;


20. Jamais prive uma pessoa de uma esperança; pode ser que ela só tenha isso.



Um ano de 2010 mais feliz para todos!!!!