sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

Para Paulo, com amor

Para Paulo

“22 anos nos separam, cronologicamente falando.

O que poderia ser um abismo, transformamos em ponte. Eu entrei com o frescor da juventude e vc com a sabedoria da maturidade. Você remoçou e eu amadureci.

Quando eu te conheci, ainda na primavera da minha vida, vc poderia já estar se entregando ao outono. Mas vc , sabiamente se recusou. Vc apostou. Vc quis recomeçar depois de tantos percalços já vividos, afinal vc contabilizava 2 casamentos desfeitos e 4 filhos de saldo. E eu com uma vida pela frente ainda para fazer acontecer.

E assim fomos construindo o nosso amor que teve e tem como combustível maior a admiração.

Admiro a certeza que vc teve quando me bateu os olhos naquela noite quente de setembro: uma terçaneja! “Menina, vou me casar com você!”

Admiro vc ter persistido diante de toda a minha hesitação.

Admiro a sua urgência em diminuir a nossa distância geográfica.

(e aí, um parênteses para admirar a mim mesma: eu tive coragem de mudar TUDO, mais uma vez!)

Admiro a sua postura madura e toda a sua paciência ( mesmo que travestida de uma incomensurável impaciência!) diante de toda a minha intolerância, imaturidade e braveza.

Admiro termos sobrevivido a todas as nossas diferenças (que não são poucas), por vezes insuportáveis momentaneamente. E isto me parece salutar ser um compromisso constante.

Admiro, diante de tantas diferenças, encontrarmos muitas semelhanças.

Mas o que mais admiro é você compartilhar comigo do sonho que agora está se tornando realidade. Talvez, o meu sonho maior.
Quem, com um histórico como o seu, teria coragem de recomeçar¿ Ter filhos na altura da sua vida?

Eu vou ser mãe. E você quis muito ser pai de novo. Afinal, para você será uma experiência completamente diferente das anteriores. Mais maduro, mais calmo (???), vc terá tempo e espaço para ser PAI; assim: maiúsculo.

Só por isto eu admiro você acima de todas as outras coisas.

Como podemos concluir, a admiração fez germinar, crescer, amadurecer e mantém o elo que nos une. Para sempre, agora. Porque tudo pode mudar nesta vida. Tudo pode não ser para sempre.

Mas um filho sempre é.
Uma vida nova, misturada para sempre está apenas começando.
Feliz aniversário!!!!!”

Com amor,
Magrela



Nenhum comentário: