quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Aberta a temporada de papinhas salgadas




Na última sexta-feira fomos ao pediatra para a nossa consulta mensal.

Otávio : 64 cm , 6,3 kg 
Paula : 63 cm, 6,1 Kg

E abriu-se a temporada de papinhas salgadas.

Refogo um tico de nada de músculo ( moído 3 vezes) em um tico de azeite, depois coloco o legume picado em pedaços pequenos. Cubro com água filtrada  e deixo cozinhar em fogo baixo, até o legume ficar bem molinho.

Já fiz papinha de moranga, de chuchu, de cenoura com batata, de abobrinha, de batata baroa.

Depois de frio amasso tudo com garfo, porque a papinha nunca deve ser passada em peneira ou liquidificador, que é para o bebê ser estimulado a mastigar. Receitas de papinhas para vc se inspirar aqui.

E a papinha é dada em temperatura ambiente mesmo. Vocês podem até achar sacanagem não esquentar a papinha, mas é que tenho que pensar em praticidade. Vai que eles acostumam só com alimentos quentinhos. Depois vai ser uó em casos de ter que dar a papinha em situações emergenciais ou excepcionais, como em viagens, por exemplo.
O leite eles já mamam em temperatura ambiente, então acho que não é novidade a papinha também ser.

Tanto a Paula quanto o Otávio estranharam um pouco a consistência e o gosto das papinhas. É um coloca e cospe sem fim...haja paciência. Mas ainda estamos em fase de teste. Tem dia que tem chororô, tem dia que comem com a melhor boca do mundo. Nos dias de chororô, eu  insisto. Já ouviram aquela história de vencer pela insistência?

E vamo que vamo porque comer faz crescer :)

Ah, as fotos aí em cima são do hortifruti em frente de casa. É só atravessar a rua e posso ter tudo sempre fresquinho aqui em casa.

Ô bênção!!!!!

Nenhum comentário: