segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Mônica...Tiririca...




Inventei de usar aparelho nos dentes depois de “velha”. Na verdade, foi uma necessidade completamente fisiológica e funcional, e não estética. Aqueles dentes inferiores apinhados e os superiores meio desalinhados nunca me impediram de sorrir bem feliz pelo mundo.

Eu e o Rodrigo, meu ortodontista, sabíamos que meu tratamento não seria fácil. Mas também não imaginávamos que minha mandíbula fosse tão osso duro de roer ( com o perdão do trocadilho!).

Lá se vão 2 anos de meio de peleja, abrindo um espaço aqui, outro acolá, puxando daqui, empurrando de lá.



Com isto, já tive minha fase “Mônica” ...



















...e minha fase “Tiririca”.

Como tudo que está ruim pode ainda piorar, tive as duas fases ao mesmo tempo também. Quase um "monstrinho", gente.

E dá-lhe paciência de Jó com a morosidade do caso.

Tem jeito não, agora temos que ir até o fim...mesmo que a gente não saiba ao certo quando vai ser este fim.

Mas no último mês percebi que o tratamento “andou”. Na minha última consulta com o Rodrigo, ele confirmou isto, com um humor que me lembrou o Paulo:

“É, Silvinha, o negócio aqui andou mesmo...Tô achando que vou dar um conselho para as minhas pacientes de tratamento difícil: engravidar!!!!!”

Isto lá é conselho de dentista, gente? ....hahahaha...

Um comentário:

isabele elebasi disse...

kkkk...que conselho heim?! rsrsr

Bjuss^^