terça-feira, 10 de novembro de 2009

Pagando língua

A gente paga língua nesta vida.

Me lembro que do alto do vigor dos meus 26 anos de idade, chegava bem perto do meu irmão José Lúcio, na época com a mesma idade na qual me encontro agora, passava a mão pela sua cabeça e soltava, irônica: “nevou aqui?”.

Meu irmão me olhava, fuzilante, e soltava um desaforo qualquer diante do meu riso de puro escárnio.

O José Lúcio, não sei até hoje com qual propósito, resolveu então, pintar os cabelos. Um belo dia ele levou Ana Luísa, sua filha, na época com uns 6 anos de idade, para visitar uma tia que há muito tempo não via.

Chegando lá, papo vai , papo vem, uma das primas exclamou:


“Nossa, Zé, cê tá tão conservado, cabelo tão preto!!!!!....


Ana Luísa, sem ser chamada na conversa, intrometeu :


“Meu pai pintou cabelo!!!!!”


...hahaha... criança entrega mesmo...hahaha

É, naqueles momentos eu me esquecia que o tempo e a genética andam juntas e são implacáveis. DNA herdado dos Martins...

E não é que está nevando na minha cabeça também



A diferença é que as mulheres costumam abafar o caso usando um tonalizante aqui, uma tinturinha ali sem levantar muitas suspeitas ou cair no ridículo. E eu já tenho usado esta tática faz um tempinho.

Mas, e agora que estou grávida? Nem pensar em usar estes produtinhos que possuem amônia, chumbo e mais uma infinidade de químicos que podem cair na corrente sanguínea através da vasta vascularização do couro cabeludo e chegar até os bebês. Nem pensar...

Como “quem não tem cão caça com gato”, resolvi arrumar um paliativo para a situação. Imagina se vou assumir uma cabeleira grisalha na primavera da minha vida...

Pesquisando por aí, achei uma "maquiagem" para cabelos no site da Anaconda. O primeiro vem em bastão e parece um batom: Retok color Stick. O outro é líquido e se parece com uma máscara para cílios: Retok Hair Liquid. Não pestanejei para pedir ambos pelo sedex, mesmo que o sedex em si, tenha ficado mais caro que os produtinhos.

Resolvi meu problema!

Funciona assim: após lavar os cabelos, tá branco, passo o produto por cima. E à medida que vai saindo vou reaplicando até lavar de novo.

E saio por aí feliz da vida e “disfarçada”...hehehe...

2 comentários:

Isabele elebasI disse...

Tia, que chic isso...num sabia que as grávidas podem contar com esse tipo de tecnologia!kkk...gostei!É bom para manter esse visual ultra fashion que vc adotou no segundo semestre =)))
Bjocas pra vcSSS!!!
p.s.:Essa da Ana num sabia....que vergonha do "Anibal", heim?!kkkk

Silvinha disse...

Vergonha foi o que o Zé Lúcio sentiu...kkkkk...
Eu queria ter estado lá para ver a cara de tacho que ele ficou...kkkk