domingo, 11 de outubro de 2009

Adiando a maternidade

Na época da minha mãe a mulher era educada para casar, cuidar dos afazeres da casa, do marido, dos filhos.
Minha mãe, por exemplo se casou com 16 anos, aos 17 se tornava mãe.
Tem uma história que ela conta:
minha mãe chegando ao hospital prestes a dar a luz,aos 25 anos de idade (mas carinha de 18!), no breve interrogatório da enfermeira houve esta pergunta:
" É seu primeiro filho?"
Minha mãe responde:
" Não, é o SÉTIMO!!!!!"
E ela ainda ia ter o oitavo, que no caso é essa pessoa que vos escreve.

Existem vários fatores para explicar por que as mulheres estão esperando mais para ter filhos. É comum a mulher querer se firmar na profissão e aproveitar um pouco uma vida mais despreocupada para só então resolver aumentar a família. Às vezes a mulher prioriza os estudos, ou então quer atingir uma estabilidade financeira maior de modo a poder oferecer mais qualidade de vida aos filhos, quando eles vierem. Ou então o parceiro ideal demora para aparecer, ou a mulher simplesmente não se sente preparada...

Acho que eu sou um pouco de tudo isto aí.

O lado negativo de adiar a maternidade, qualquer que seja o motivo, é que para as mulheres a fertilidade decai rapidamente com o passar da idade, muito mais que para os homens.

Fonte: Management of the Infertile Woman, de Helen A. Carcio, e The Fertility Sourcebook, de M. Sara Rosenthal

Isto significa que um ano pode fazer muita diferença quando a mulher está na casa dos 30 ou dos 40 anos, e de repente pode começar a enfrentar dificuldade para engravidar.

Eu confesso que fiquei muito receosa quando comecei a me inteirar desses assuntos e morrendo de medo de todos os números negativos com os quais me deparei.

Imagina!!!! Agora, mãe de dois tirei o atraso de uma só vez...hahaha

Nenhum comentário: